FANDOM


Lorwyn tem sido aquecida por um interminável verão durante séculos, mas o elfo Rhys tem um pressentimento ruim que não consegue explicar. Seu mentor, o enigmático ent Colfenor, lhe encarregou com a missão de plantar a pinha sementeira do ent. Rhys obedeceu e, para sua surpresa, uma muda feminina nasceu da semente — um ser com todas as memórias de Colfenor e o dobro de sua inescrutabilidade. A muda ajudou Rhys a ir mais fundo na sua missão de desvendar o mistério do evento que se aproxima, a Aurora. Enquanto isso, o passado de Rhys está fazendo as contas com ele. A explosão de mágica sombria que tosou seus chifres — que, de acordo com as leis élficas de beleza, constitui uma desfiguração suficiente para solicitar a sua morte — também matou muitos de seu próprio povo. Um bando inteiro de caçadores élficos treinados o persegue para executar sua sentença de morte. A segurar as rédeas do bando está Eidren, um elfo imperioso que tem seu próprio débito de sangue a ser pago. Os companheiros de Rhys não estão apenas fugindo do Bando de Cicuta, eles também têm suas missões pessoais para cumprir. A flamínea Cineréia está tentando entender sua conexão com uma entidade elemental e descobrir o poder inflamável que tem dentro de si. A elfa Maralen está em busca de seus próprios objetivos — e, secretamente, os do ser mais poderoso do plano — através de seus serventes fádicos. E a muda que brotou da pinha de Colfenor dá continuidade à missão do velho ent, usando o secreto conhecimento do que a Aurora pode trazer. Rhys e seus aliados estão ficando sem respostas e também sem tempo. Sua única esperança pode ser encontrar Rosheen Logorréia, uma gigante cujos resmungos insanos escondem a chave para o destino de Lorwyn. Eles devem conseguir isso antes da Aurora — o prazo final para o mundo como eles o conhecem.