FANDOM


Longe dos conflitos de Dominária encontra-se Lorwyn, um mundo idílico onde raças fabulosas florescem em um eterno verão. Lorwyn é antiga e verdejante, seus processos naturais arraigados em ciclos familiares. A cada ano, por inúmeras décadas, na cidade kithkin de Kinsbaile, acontece o Festival de Contos, um encontro para contar histórias e divertir-se antes do fenômeno da Aurora, um espetáculo de luzes no céu poente. Mas o Festival de Contos deste ano será bem diferente, e apenas alguns poucos seres sabem o motivo. Um deles é o convidado de honra do Festival, um velho sábio Ent chamado Colfenor. Conforme o Festival se aproxima, um elfo chamado Rhys acaba sendo caçado pelos seus próprios caçadores. Rhys esteve no centro de uma misteriosa explosão mágica que matou vários elfos e o deixou desfigurado. Rhys procura Colfenor, seu velho mentor, que lhe encarrega com uma missão aparentemente desconexa: plantar uma pinha do velho Ent em um bosque distante. Enquanto isso, a jovem flamínea Cineréia chega a Kinsbaile em busca de trabalho, na esperança de ganhar o suficiente para continuar sua busca pessoal. Ela precisa encontrar a grande e flamejante entidade elemental com a qual tem uma profunda ligação metafísica. Quando o cenn de Kinsbaile contrata Cineréia para acompanhar Rhys, forma-se um improvável grupo de aliados ao redor deles: uma arqueira heróica kithkin, uma misteriosa elfa de cabelos negros, um guia sirenídeo e um grupo de irritantes fadas. Colfenor enfatiza que a pinha precisa ser plantada antes do fenômeno da Aurora, sugerindo que uma mudança pode estar a caminho da ensolarada Lorwyn, e em pouco tempo